Ele pediu para voltar

Ah, ele pediu para voltar. Disse que estava arrependido e que tudo seria diferente dessa vez. Houve lágrimas, insistência e muitas promessas convincentes. Ele parecia decidido, o problema é que agora quem estava em dúvida era eu.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Não consegui acreditar em mim mesma, o dia que tanto desejei finalmente havia chegado.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Quantas noites em claro e sorrisos falsos eu ensaiei durante todo esse tempo? Perdi as contas.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Ali estava ele, origem do meu sofrimento, suplicando. Tudo parecia surreal e tarde demais.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Sabe aquela sensação de voltar para a casa de sua infância depois de muito tempo longe? O lar onde você era criança, onde tudo parecia seguro e grandioso, mas que agora tudo é diferente? A sombra de um sonho antigo.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Os móveis são os mesmos, em lugares diferentes, o conforto já não é tão confortável assim, e o que parecia grande, agora é pequeno demais ao ponto de não me satisfazer, não mais.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Eu ainda o amo, disso tenho certeza, mas ele não é mais um lar onde quero morar. Também, não mais.

GOSTOU? ENTÃO COMPARTILHE...

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

BAIXE SEU LIVRO DIGITAL

Os mais lidos da semana

SOBRE O AUTOR

Todo amor nasce de uma necessidade, e foi por uma necessidade que surgiu o perfil no Instagram @meninajoguese.

O Poeta Selvagem Érico Renato Almeida é Auditor Fiscal da Receita do Estado do Paraná e escreve crônicas poéticas que desconstrói a forma de pensar sobre relacionamentos, além de vídeos para o Youtube e Lives semanais.

O perfil cresce a cada dia com mulheres que encontram seu valor e acrescentam cada vez mais loucura e autoestima em suas vidas.
Portanto, hoje eu tô selvagem e a selvageria já vai começar.

Se inscreva em nossa lista!

Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!