Para minha futura ex

Hoje eu acordei com saudades de você. Eu ainda não te conheço, mas sei que você deve ser incrível. Você também ainda não me conhece, mas tenho certeza que sentirá um pouco de medo quando isso acontecer. Reconheço que sou intenso o suficiente para assustá-la.

Eu sinto demais e rápido demais, e por te amar com tanta clareza, parece que toda a confusão que antes sentia agora faz todo o sentido, a euforia me toma de forma que acabo achando que você sente o mesmo que eu, e eu sinto muito por isso.

Depois de te fazer rir meu olhar ficará vidrado no teu sorriso, um tipo de vidro translúcido que filtra todo mal que pode te afligir. Você poderá achar que ando em dúvidas quanto ao que penso sobre a gente, e peço que não ache que o motivo seja você, sou eu que possuo problemas com merecimento. Em algum momento lá atrás sofri por muito tempo calado, tão demasiado que hoje não reconheço que possa ser bom o suficiente para te merecer.

Na sua presença viverei nas nuvens e não pense que eu ande sempre distraído, é que nesse momento preciso elevar minha mente até onde os anjos fazem morada para suplicar a algum deles que leve minha vontade ao Que Tudo Pode: te desejo, mas desejo mais ainda que você seja muito feliz.

Sentirei medo, não um medo ruim de espanto. Será como apreciar aquela coisa bagunçada, gostar e ficar aterrorizado pela ideia de eu precisar arrumar tudo novamente quando você não quiser mais permanecer. Então antes que você tire as coisas do lugar, eu já não te aceitarei como um visita que permanece. Sim, sou intenso na mesma medida que sou inseguro e por isso estrago tudo.

Peço perdão por todo amor que poderia dar e guardei para mim. Não sou egoísta e nem meu amor morreu, o que morreu foi minha capacidade de aceitar o seu amor e isso me proíbe de aceitar o seu ineditismo em me fazer sentir coisas que não sei lidar, e assim nada deixo entrar. O vazio que fica me impede de respirar substituindo a leveza pelo peso da amargura, e pesado não consigo me mover, então só me resta observar você partindo.

Portanto lembre-se sempre, minha pequena, não se martirize achando que a culpa foi sua, essa é minha responsabilidade. Eu te amei, e estou sufocando.

GOSTOU? ENTÃO COMPARTILHE...

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

BAIXE SEU LIVRO DIGITAL

Os mais lidos da semana

SOBRE O AUTOR

Todo amor nasce de uma necessidade, e foi por uma necessidade que surgiu o perfil no Instagram @meninajoguese.

O Poeta Selvagem Érico Renato Almeida é Auditor Fiscal da Receita do Estado do Paraná e escreve crônicas poéticas que desconstrói a forma de pensar sobre relacionamentos, além de vídeos para o Youtube e Lives semanais.

O perfil cresce a cada dia com mulheres que encontram seu valor e acrescentam cada vez mais loucura e autoestima em suas vidas.
Portanto, hoje eu tô selvagem e a selvageria já vai começar.

Se inscreva em nossa lista!

Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!