Sobre ela

– Mas ela ainda não se descreveu em nada, quem é ela?

– Caro amigo, ela é o que é, não existe capacidade de descrição para essa mulher que nasceu assim, totalmente fora do comum.

– Então ela tem algum problema?

– Sim! Vários e ao mesmo tempo nenhum. Ela tem anseios e frustrações, coragem de amar e medo de não ser amada, tristeza, dor, euforia e sobretudo gratidão. A força para carregar o mundo em suas costas e a delicadeza para se afundar em um colo acolhedor. Seu corpo chora em suor pelo esforço diário em se manter firme para seus próximos, e os olhos minguam quando o coração padece ao ver seu próximo sofrendo. Ela é incomum, suas atitudes não são comuns. Ela comunga com o próximo como se fizesse consigo mesma e isso a torna a maior de todas apesar de doar uma parte sua todos os dias. Ela cresce em espírito constantemente.

– Mas ela continua sozinha?

– Ela não precisa de alguém, ela escolhe alguém. Já disse que ela não é comum? Ela compreende que sua vida não é só sua, e partilha do seu melhor para receber a sua parte.

– E quando tudo vai mal?

– Quando tudo vai mal, meu nobre amigo, quando tudo vai mal ela apenas pega na sua mão, te encara abrindo as janelas da alma, e sorri.

GOSTOU? ENTÃO COMPARTILHE...

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

BAIXE SEU LIVRO DIGITAL

Os mais lidos da semana

SOBRE O AUTOR

Todo amor nasce de uma necessidade, e foi por uma necessidade que surgiu o perfil no Instagram @meninajoguese.

O Poeta Selvagem Érico Renato Almeida é Auditor Fiscal da Receita do Estado do Paraná e escreve crônicas poéticas que desconstrói a forma de pensar sobre relacionamentos, além de vídeos para o Youtube e Lives semanais.

O perfil cresce a cada dia com mulheres que encontram seu valor e acrescentam cada vez mais loucura e autoestima em suas vidas.
Portanto, hoje eu tô selvagem e a selvageria já vai começar.

Se inscreva em nossa lista!

Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!